Mulheres ganham em média 20,5% menos que os homens

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019, que está em análise na Comissão Especial, é um assunto importante e pouco explicado pela mídia e pelo governo. As alterações que o texto propõe são consideradas “duras” e “drásticas” e, em razão disso, causam preocupação principalmente em relação às aposentadorias das mulheres.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres ganham em média 20,5% menos do que os homens. Além disso, ficam fora do mercado para cuidar dos filhos e deixam de contribuir para Previdência, o que prejudica o acesso à aposentadoria pelo tempo de contribuição.

Ainda segundo o levantamento do IBGE, em 2018, as mulheres dedicaram quase o dobro de tempo que os homens às atividades domésticas. Elas gastam em média 21,3 horas por semana com  obrigações de casa e cuidando de pessoas. Já os homens consumiram cerca de 10,9 horas com as mesmas atividades .

Desconsiderando completamente esse cenário, a PEC 006/2019 estabelece e mesma regra de cálculo para homens e mulheres. Se a reforma for aprovada, ambos terão que contribuir por 40 anos para ter acesso a 100% da média de contribuição. Mas, no caso das mulheres, as novas regras de acesso podem impedir a aposentadoria.

Segundo o estudo Desproteção Social: Impactos da Reforma da Previdência no Contexto Urbano, publicado pela Consultoria Legislativa do Senado em 2017, a exigência de 20 anos de contribuição mínima aos 62 anos de idade impedirá a aposentadoria de 39% das trabalhadoras urbanas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.